DORES DO INDAIÁ
21º MIN     33º MAX

Sonho de Frei Paulino é revitalizado

Desde inicio de 2014 que vem sendo planejada a troca do braço do Cruzeiro, mas era preciso encontrar uma peça de aroeira que fosse compatível com a idade do Cruzeiro, sendo inviável a colocação de uma aroeira nova.

Postado em: 19 de março de 2015

O Largo do Sagrado Coração de Maria (Praça dos Coqueiros) idealizado pela Missão do italiano Frei Paulino e inaugurado em sete de agosto 1873 é um dos mais belos cartões postais de nossa cidade desde o tempo em que era o Arraial da Boa Vista até os dias atuais.

Era um local vago, sem dono, todo esburacado que “enfeiava” a urbanização do arraial. Frei Paulino idealizou praticamente o primeiro projeto urbanístico da localidade antes mesmo do Engenheiro Francisco Palmério que em 1898 fez a planta do arraial, encomendado pelo Dr. Zacarias. Ele mobilizou homens, mulheres e crianças para criação da praça.  Neste local, Frei Paulino idealizou construir o Largo do Sagrado Coração de Maria, apelando para homens mulheres e crianças. Os homens tiravam o cascalho, e a terra no Largo Bem-te-Vi, as mulheres e crianças o carregavam para o local e enchiam os buracos, aplainando o terreno. As meninas do Arraial plantaram os coqueiros e cuidaram dos mesmos. Depois  colocou-se no centro da Praça o   belíssimo Cruzeiro com os martírios da Paixão.

Segundo o historiador Waldemar de Almeida Barbosa por volta de 1928 ou 1929, o Sr. Hipólito Augusto de Faria restaurou o cruzeiro e periodicamente, enquanto viveu ele zelou pela  sua conservação e restauração.

Em meados da década de 1980, o Cruzeiro foi revitalizado e a Praça totalmente remodelada na Administração Municipal 1983 -1988.

Em 2007, o escultor Ricardo Costa foi contratado pela Administração Municipal 2005 -2008 para fazer a revitalização e restauração do Cruzeiro. Foram recolocados os objetos do martírio e paixão de Jesus que há muito haviam caído do Cruzeiro. Durante os trabalhos de revitalização o escultor, restaurador percebeu-se que a cruz estava comprometida em sua base. Fez então a inserção de uma peça de madeira na base da cruz entrando para dentro do chão,  e fez-se também uma base de concreto para proteger a base do Cruzeiro.

Em 29/11/2010 pelo Decreto Lei 22/2010 a Praça foi tombada pelo Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural.

O Cruzeiro pela ação do tempo, neste ano completa 142 anos, foi sofrendo deterioração em dos lados do braço até que um temporal derrubou quase que por completo a parte apodrecida do lado direito do braço do Cruzeiro.

Em 2013, em parceria com a ONG Sol Crescente o Departamento Municipal de Cultura inscreveu o Projeto de Revitalização e da Praça e do Cruzeiro no Conselho Estadual de Direitos Difusos, foi classificado como excedente naquele ano. Em 2014, o Conselho Estadual entrou em contato comunicando que o Projeto foi selecionado, entramos na fase da documentação. Mas não foi possível a concretização da seleção em 2014 em função do processo eleitoral. No final do ano de 2014, entramos em contato com o Conselho que nos informou que os Projetos estavam suspensos aguardando a posse do novo Governador e que poderiam ser retomados ou não em 2015.

Desde inicio de 2014 que vem sendo planejada a troca do braço do Cruzeiro, mas era preciso encontrar uma peça de aroeira que fosse compatível com a idade do Cruzeiro, sendo inviável a colocação de uma aroeira nova.  Nos últimos meses de 2014, uma fazendeira de Estrela do Indaiá que gosta de muito de nossa cidade entrou em contato conosco dizendo que tinha 5 peças de aroeiras antigas em sua fazenda retiradas de uma antiga ponte e que ela faria a doação para a revitalização e troca do braço do cruzeiro.

Em 2015, através do Processo Licitatório foi novamente contratado o Escultor Ricardo Costa para fazer a revitalização e troca do braço do Cruzeiro.  A peça de aroeira foi buscada na Mata do Ruas em Estrela do Indaiá, foi trabalhada pelo escultor e ontem dia 16 de março de 2015 num trabalho árduo e meticuloso foi feita a descida do braço antigo e feita a colocação do novo braço.

Sem a colaboração do Departamento de Obras na pessoa do Secretário João Gilberto  da Silva que cedeu os funcionários Donizete e Sr. Antônio para auxiliar no trabalho da revitalização do Cruzeiro. Sem o auxilio deles  seria impossível a conclusão dos trabalhos. Donizete e o Sr. Antonio não mediram esforços para ajudar na perpetuação dos sonhos do Missionário Frei Paulino.

Durante a execução dos trabalhos dava para ver no rosto das pessoas que passavam em frente a praça, bem como daqueles que passavam em seus veículos  a alegria e a satisfação pela revitalização do Cruzeiro.

A troca do braço do Cruzeiro eterniza o sonho de Frei Paulino, devolve para o Largo do Sagrado Coração de Maria sua beleza e originalidade e enche de orgulho nossa comunidade que perpetua para as gerações futuras os bens históricos, culturais de nossa cidade desde o inicio de sua colonização.

Fonte: Prefeitura de Dores do Indaiá

Anuncie Aqui

Curta nossa fanpage no Facebook! Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram

Copyright 2006 - 2017 - Todos os direitos reservados

CURTA A FANPAGE DO PORTAL DERIKS.NET

VISITANTE Nº: 1.334.079