DORES DO INDAIÁ
21º MIN     33º MAX

Em comunicado, Toquinho diz que considera punição injusta e avisa: "Não sou desleal e sujo"

Mineiro foi suspenso por dois anos do MMA por atitude desleal contra Jake Shields

Postado em: 30 de outubro de 2015

Após mais uma polêmica com suas temidas finalizações, Toquinho teve o cinturão cassado e foi suspenso

Em julgamento realizado nessa quinta-feira, o mineiro Rousimar Toquinho Palhares foi suspenso por dois anos do MMA (clique e leia mais). A decisão foi tomada pela Comissão Atlética de Nevada após a reincidência do lutador em segurar demais a finalização contra um adversário. No duelo que rendeu a longa punição, o atleta de Dores do Indaiá prendeu demais a Kimura contra Jake Shields e acabou tendo o cinturão do WSOF cassado pela atitude.

Toquinho não compareceu ao julgamento. A esposa do lutador passa por uma gravidez de risco no Rio de Janeiro e ele está em sua companhia. Apesar disso, o mineiro participou por videoconferência e assistiu o julgamento e a aplicação da multa de US$ 40 mil ao vivo. 

Após todo o ocorrido, Toquinho emitiu um comunicado se mostrando frustrado com a punição e garantiu que é um lutador limpo. Confira abaixo.

"Fui a frente da comissão hoje para falar a verdade e aceitar as responsabilidades dos meus atos. Agradeço a comissão por ter aberto, pela primeira vez, uma exceção e ter me dado a oportunidade de ter participado do julgamento via videoconferência. Sei de todo incômodo e complicação que isto causou, mas agradeço mais uma vez por terem entendido minha condição atual.

Apesar disso, não concordo com a punição, tanto com a suspensão quanto com a multa. Muitas inverdades foram proferidas. Não levaram em consideração o erro óbvio cometido pelo árbitro Steve Mazzagatti, que estava posicionado de forma totalmente inadequada no momento da finalização. Tivesse o juiz na posição correta, talvez nada disso tivesse ocorrido.

Infelizmente, terei que acatar esta decisão injusta, cumprindo a suspensão e efetuando o pagamento da multa. Refletirei sobre todos esses acontecimentos e, junto com meu manager Alex Davis, tomarei a melhor decisão para o prosseguimento da minha carreira.

Jamais aceitarei ser chamado de lutador sujo. Mais uma vez afirmo, tenho mais de 20 lutas na carreira, e ninguém nunca nomeará um único adversário que quebrou o braço ou a perna lutando comigo, nunca encerrei a carreira de ninguém por lesão. Sou um atleta limpo e correto, sei do meu caráter e profissionalismo."

Fonte: Superesportes

Anuncie Aqui

Curta nossa fanpage no Facebook! Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram

Copyright 2006 - 2017 - Todos os direitos reservados

CURTA A FANPAGE DO PORTAL DERIKS.NET

VISITANTE Nº: 1.334.103