DORES DO INDAIÁ
21º MIN     33º MAX

Veja estrutura da rede hospitalar para atender Samu no Centro-Oeste de MG

Atuação do serviço deve começar em abril em 54 cidades. Secretário executivo explicou sobre credenciamento das unidades.

Postado em: 07 de março de 2017

Central de Regulação do Samu ficará em Divinópolis (Foto: Cis-Urg/Divulgação)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) deve iniciar as atividades no Centro-Oeste de Minas em abril e será regulado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (Cis-Urg). Como rede de suporte avançada na saúde, 16 dos 34 hospitais da região não atenderam aos critérios do governo e, por isso, não integram a rede.

Um deles está em Nova Serrana. Segundo o secretário executivo do Consórcio, Márcio Zanardi, na ocasião em que a rede hospitalar foi montada, o Hospital São José não atendia as demandas do sistema. Confira como as unidades estão classificadas dentro da rede.

“O Hospital São José não atendia os critérios na época em que foi feita a resolução de composição da rede. A unidade apresentou uma série de questões, entre elas, obras no local. É importante esclarecer que a rede hospitalar foi composta no intuito de resolver as urgências da região Centro-Oeste e foi criada antes mesmo do Samu”, disse.

Entretanto, ele explica que isso não quer dizer que a cidade ficará desassistida. Mesmo não estando na rede, o hospital é conveniado ao Sistema Único de Saúde (SUS) e poderá receber os pacientes normalmente se eles forem encaminhados para o local através da Central de Regulação de Urgências e Emergências em Divinópolis.


Central de Regulação funcionará 24 horas (Foto: Cis-Urg/Divulgação)

"A Central definirá para onde o paciente será levado. Ele pode sim ser atendido na unidade. Mas o que deve ficar claro é que estamos tratando de uma rede de atendimento que se compõe com a clareza de que nem todos têm condições de fazer tudo. Isso significa que temos que otimizar os recursos para que haja sustentabilidade e o serviço possa dar atendimento adequado aos pacientes", explicou.

Márcio destacou que a diferença entre as unidades conveniadas é que elas recebem um incentivo financeiro do estado. No caso da rede que atenderá o Samu, o valor do aporte é de R$ 2,3 milhão para as 18 unidades.

"Outra questão importante é que não significa que o hospital não entrou na rede que não poderá ser habilitado posteriormente. A rede é dinâmica. Da mesma forma que um hospital pode sair, outro pode entrar, desde que atenda aos critérios. Ressalto ainda que quem define  essa rede não é o Consórcio e sim o governo, que toma decisões levando em consideração o comitê gestor local", esclareceu.

As unidades dentro da rede de retaguarda do Samu mais próximas de Nova Serrana são: Bom Despacho, Divinópolis,  Pará de Minas e Pitangui.

Conheça a relação dos hospitais
O Samu atenderá uma população de mais de 1,2 milhão de pessoas que serão direcionadas aos seguintes hospitais: Hospital São João de Deus em Divinópolis;  Hospital São Luis em Formiga, Santa Casa de Campo Belo, Hospital São Judas Tadeu em Oliveira, Hospital Manoel Gonçalves em Itaúna, Hospital Nossa Senhora da Conceição em Pará de Minas, Hospital São Carlos em Lagoa da Prata, Hospital Regional São Sebastião em Santo Antônio do Amparo, Hospital Santa Casa de Bom Despacho, Hospital Senhora Aparecida em Luz, Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio do Monte, Santa Casa de Misericórdia de Dores do Indaiá, Santa Casa de Itaguara, Hospital Municipal São Francisco em Iguatama, Santa Casa de Itapecerica, Hospital Nossa Senhora do Brasil em Bambuí, Santa Casa de Misericórdia em Pitangui e Hospital São Gabriel em Passa Tempo.


Ambulâncias já foram entregues pelo estado (Foto: José Márcio/Divulgação)

Samu no Centro-Oeste
O Samu contará com mais de 360 funcionários incluindo médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas. Os profissionais trabalharão na área de cobertura que compreende 54 municípios.

Já as bases descentralizadas do Samu, onde ficarão as ambulâncias, estão localizadas em 23 municípios, sendo eles: Divinópolis, Pitangui, Arcos, Cláudio, Itapecerica, Luz, Campo Belo, Oliveira, Bom Despacho, Bambuí, Dores do Indaiá, Formiga, Candeias, Carmópolis de Minas, Santo Antônio Monte, Santo Antônio do Amparo, Itaguara, Itaúna, Pará de Minas, Nova Serrana, Martinho Campos, Pimenta e Lagoa da Prata.

"A cobertura é bem ampliada e se estende para os 54 municípios, o que equivale a uma população total de 1.266.025 habitantes, integrados ao Consórcio", destacou Zanardi.

Fonte: G1 - Centro-Oeste - MG

Anuncie Aqui

Curta nossa fanpage no Facebook! Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram

Copyright 2006 - 2017 - Todos os direitos reservados

CURTA A FANPAGE DO PORTAL DERIKS.NET

VISITANTE Nº: 1.334.118